ir parar home > Blog > Moda sustentável: consumo consciente está na moda
1 dez

Moda sustentável: consumo consciente está na moda

Você sabia que a indústria da moda é uma das mais poluentes do mundo? A maioria dos tecidos, leva anos para se decompor no solo, o couro e nylon, por exemplo, demoram algo em torno de 50 anos para se decomporem de maneira completa. E é por isso que o estilo de vida sustentável vem ganhando cada vez mais visibilidade e espaço na vida de muita gente. A moda sustentável faz parte do cotidiano de quem procura por um consumo consciente e procura reduzir os impactos causados pelo homem no meio ambiente ao mesmo tempo que cuida da saúde, tudo isso sem deixar o estilo de lado!

Também conhecida como eco fashion, a moda sustentável respeita o meio ambiente e o ser humano em todas as etapas da produção, se preocupando não somente com o algodão orgânico que será usado, como também com as condições de trabalho de quem produz as peças. Com base nesses princípios, trabalha-se com matérias-primas que poluem menos, buscando reduzir o desperdício e o uso racional de recursos como água e energia elétrica.

Moda sustentável

Mais do que tendência, a moda sustentável é uma maneira de expressar comportamento. Para isso, ela utiliza de técnicas capazes de criar roupas e acessórios que combinam tecnologia, design e sustentabilidade, ou seja: peças bonitas, estilosas e sustentáveis.

Praticas da moda sustentável

  • Fabricação com fibras orgânicas certificadas por organizações internacionais como GOTS ou USDA
  • Fabricação com tecidos mais eco-friendly, como linho ou bambu (que precisam de menos produtos químicos e/ou água para crescer)
  • Corantes de origem natural
  • Uso de tecidos descartados
  • Upcycling de materiais usados
  • Produção com tecidos reciclados
  • Uso de colas menos tóxicas
  • Roupas feitas para terem um longo ciclo de uso

Materiais sustentáveis

O desenvolvimento da lã ecológica é exemplo de prática de moda sustentável, já que, ao invés de usar cloro e corantes sintéticos para clarear o pêlo das ovelhas, são utilizadas plantas, com objetivo de não contaminar os lençóis freáticos.

Outros materiais:

  • Algodão orgânico, cultivado sem fertilizantes químicos, pesticidas ou reguladores de crescimento.
  • Bambu, principalmente porque as suas fibras são biodegradáveis, macias e antibactericidas, levando em consideração o consumo de água desta planta e o reaproveitamento das demais partes da planta.
  • Garragas PET são uma solução interessante para dois problemas: o da reciclagem de garrafas de plástico e o reaproveitamento de roupas velhas, porque as garrafas usadas serão recicladas e combinadas com fibras de tecidos como o algodão, e eventualmente serão transformadas em fibras que produzem um tecido forte e com um toque macio.
  • A juta, uma planta da região amazônica que é biodegradável e possui um aparência similar ao linho puro.

A Não+Pelo apoia o consumo consciente. A fotodepilação é uma forma de depilação sustentável, agende já a sua avaliação gratuita.