ir parar home > Blog > Exposição ao sol: por que evitá-la depois da depilação a laser?
25 mar

Exposição ao sol: por que evitá-la depois da depilação a laser?

A exposição ao sol é essencial em nossas vidas, pois é por meio dela que produzimos vitamina D, substância envolvida no processo de crescimento celular e na absorção de cálcio e fósforo no organismo. Porém, o exagero e a falta de cuidados na hora do bronzeamento podem trazer diversos prejuízos à saúde, principalmente depois de procedimentos de beleza, como a depilação a laser.

Essa solução duradoura em depilação é bastante segura e pode ser realizada em qualquer época do ano, inclusive no verão. Mas é preciso seguir algumas orientações para que o tratamento seja efetivo e traga os resultados desejados, sem causar danos à pele.

Neste post, explicamos por que é importante evitar a exposição solar após a depilação a laser e indicamos alguns cuidados essenciais que você deve ter durante o tratamento. Confira!

Ação da depilação a laser na pele

O principal motivo para evitar a exposição ao sol após a depilação é o aumento da sensibilidade da pele. Isso acontece porque a luz emitida pelo laser atua na melanina do pelo, destruindo a raiz do fio por meio do aquecimento do folículo piloso.

Assim, a área do corpo atingida pelo laser fica mais suscetível a influências externas, como a poluição, o clima e a luz solar. Esse procedimento é considerado um pouco mais invasivo do que outros tipos de fotodepilação por alcançar as camadas mais profundas da pele.

Riscos da exposição ao sol após a depilação a laser

A exposição direta e excessiva ao sol é desaconselhada em qualquer situação, pois a radiação solar pode afetar nossa pele e causar descontrole da pigmentação, envelhecimento precoce, reações fotoalérgicas e câncer de pele.

Após a depilação a laser, a região do corpo tratada fica ainda mais sensível à ação dos raios ultravioletas, o que aumenta os riscos de aparecimento de manchas, bolhas, queimaduras, vermelhidão, inflamações e até mesmo cicatrizes. Por isso, deve-se dar atenção especial às recomendações da clínica de estética ou do seu dermatologista.

Cuidados necessários durante o tratamento

O principal cuidado que você precisa ter ao fazer a depilação a laser é evitar a exposição direta ao sol por, pelo menos, 15 dias após cada sessão. Isso permite que a pele se recupere de forma mais rápida e saudável, além de auxiliar no progresso do tratamento.

O uso do protetor solar também é recomendado nesse período, em especial nas áreas atingidas pelo laser que ficam naturalmente expostas, como o rosto. Mesmo em dias nublados ou em locais fechados, esse produto é um aliado para evitar o aparecimento de manchas e queimaduras causadas tanto pela exposição indireta ao sol quanto pela luz de lâmpadas e aparelhos eletrônicos.

Vale ressaltar que a depilação a laser é um dos tratamentos mais eficazes para a eliminação dos pelos e dificilmente agride a pele quando realizada por profissionais capacitados. Por isso, não hesite em procurar clínicas especializadas para que o procedimento seja feito de maneira correta e segura.

Agora que você já sabe os motivos para evitar a exposição ao sol depois da depilação a laser, entre em contato com a Não+Pelo para conhecer nossas soluções de tratamento e agendar uma avaliação gratuita!